Cirurgia plástica reparadora ou estética

Cirurgia plástica reparadora ou estética: qual a diferença?

No decorrer dos últimos anos, Brasil e Estados Unidos vêm se posicionando como os 2 países com maiores números de cirurgias plásticas reparadoras e estéticas realizadas.

Em 2013, o Brasil realizou 1,49 milhar de intervenções cirúrgicas, seja por causas estéticas ou reparadoras. Os dados são da Agremiação Cosmopolita de Intervenção Plástica Plástica (ISAPS, em britânico).
As cirurgias reparadoras em nosso país vêm aumento mais do que as estéticas, e hoje, já representam 40% do completo de casos. Veja a diferença entre elas.

cirurgia plástica reparadora

Como seu nome indica, a intervenção plástica reparadora visa incentivar uma revisão em deformidades ocasionadas por lesões acidentais, dessa maneira como em defeitos congênitos ou adquiridos.

Similarmente é dessa maneira caracterizada no momento em que o paciente apresenta qualquer carência acionado que possa ser corrigida por intervenção plástica. Em uma intervenção oncológica, por adágio, para afastamento de um abcesso, pode aboiar defeitos bastante grandes. Em casos dessa classe, a intervenção reparadora é essencial para reconstrução local do defeito criado.

É o que acontece, similarmente, com pacientes que sofreram queimaduras severas. Malformações faciais, dessa maneira como casos de lábio leporino alicerçam exemplos de cirurgias reparadoras por causas congênitos. Pela classe de seu coisa, a intervenção plástica reparadora possui antecedência nos vários hospitais públicos e são cobertas por planos de saúde, de acordo com nossa legislação.

A este respeito, é agradável observar que o Absoluto Tribunal Federal (MAIOR INSTÂNCIA DO PODER JUDICIÁRIO), no ano de 2010, considerou que o técnica cirúrgico para afastamento de exagero de pele constituía uma parte do tratamento em oposição a a obesidade e, dessa maneira, determinou que fosse abafado pelos planos de saúde no país. São casos mais comuns de intervenção plástica reparadora, em ordem decadente de ocorrência:

Tumores cutâneos;

Defeitos congênitos;

Reconstrução mamária;

Acidentes domésticos;

Acidentes urbanos. Similarmente são exemplos de casos ocorrentes desse forma de intervenção: paralisia facial, reconstruções pós-traumáticas muitas e cirurgias de mão (traumas e amputações). Intervenção plástica plástica Este forma de intervenção plástica visa acertar qualquer parte do corpo às conceitos estéticas do paciente e da agremiação.

O propósito, nesses casos, é aumentar a aparência do paciente adequando-o aos conceitos de seu grupo civil. Na intervenção plástica plástica, não há impreterivelmente uma necessidade acionado, nem sequer acontece impreterivelmente uma ação no estado físico de saúde do paciente. A essencial desejo é acabar as formas de uma determinada região do corpo, como mamas caídas ou o estamparia das orelhas. Nesses casos, há a procura pela elevação da altivez do paciente.

Os prejuízos psicológicos ocasionados aos pacientes por essas modificações estéticas justificam a revisão das mesmas. As maiores incidências desses tipos de cirurgias plásticas são:

Crescimento dos seios;

Lipoaspiração;

Afastamento do exagero de pele da abdômen;

Diminuição dos seios;

Revisão de pálpebras.

Mais exemplos que são capazes de ser referidos são: arranjo do formato do nariz, intervenção íntima, diminuição de mama masculina, entre mais.

Afazeres pré e pós-operatórios

O sucesso de uma intervenção plástica reparadora ou plástica não está, especialmente, na submissão do planejamento e na qualidade do profissional que a conduzirá. Então, em qualquer que seja o forma de intervenção, alguns afazeres precisam ser observados pelo paciente.

Pré-operatórios

Aparecer ao clínica em jejum;

Se fumador, adiar o uso de cigarro pelo pouco 14 dias antes;

Adiar, sob indicação médica, o uso de remédios com ácido acetil salicílico (AAS);

Adiar remédios hormonais.

Pós-operatórios Se fumador, preservar a adiamento do uso de cigarro;

Preservar a adiamento de remédios hormonais;

Evitar ambientes bastante frios e bastante quentes;

Evitar estar sob o astro nos 60 dias seguintes;

Evitar treinos físicos intensos.

Site de cirurgia plástica:

Leave a Reply